“[…] tendo a qualidade do seu trabalho suscitado o maior elogio pela sociedade de advogados a que tinha recorrido”.

Acabei de ler os testemunhos colocados, por quem num dado momento se viu confrontado com um problema “insolúvel” no processo “doloso” e absolutamente kafkiano do domínio público marítimo. Acompanho-os na gratidão e elogio manifestados. No meu caso e, ao fim de um mês, a Dra. Irina Alexandra Lopes apresentou-me, não só toda a documentação solicitada, mas igualmente a sua transcrição para português corrente, tendo a qualidade do seu trabalho suscitado o maior elogio pela sociedade de advogados a que tinha recorrido. A título de curiosidade os documentos que me foram entregues chegaram a 1832, tendo-me sido apenas questionado, se a meu ver valeria a pena chegar ao século imediatamente anterior! Um enorme obrigado Dra. Irina Alexandra Lopes, e o grande desejo que a sua busca da verdade seja recompensada com uma absoluta e merecida realização humana e profissional.